quarta-feira, 31 de março de 2010

Making Of - No Fight!

Making Of a pedido do grande Renato Medeiros - colega de blogagem e frequentador do eh CarTOON!

...Tá vendo só, Renato, no que dá, prometer as coisas?

Bom, dessa vez, é sobre o processo da pintura No Fight, que vamos tratar (pra quem não viu o post principal, clica AQui!). Espero que não só o Renato, mas todos os amigos, amigas....enfim; frequentadores do blog e admiradoras secretas (hehe), curtam essa postagem! Vamo lá, pessoal!

"Porque problema de verdade..se resolve na ignorância"! (Gandhi)

Como sempre, tudo começa com o esboço da idéia. No caso, eu havia pensado numa cena envolvendo dois moleques se implicando (um garoto e uma garota). Os animais deles surgiram como uma possível razão da confusão, e até como uma forma de antagonizar ainda mais, o casal brigão.

sketcheeê! A culpa sempre é do cahorro gordo!

Nesse desenho, eu procurei fazer o rascunho bem definido, com a intenção de usar posteriormente, na pintura. Eu fiz assim: nas camadas de baixo, defini as partes dos personagens em cores chapadas (com o brush normal do Photoshop). E as dividi tipo...pele; camisa; sapato..

Com as cores definidas em baixo, deixei a camada do contorno (rascunho) em "Overlay" (ou Sobrepor, no Photoshop versão português). Essa opção, fez a linha do meu desenho ficar com a tonalidade das pinturas, porém, um pouco mais escuras. Depois...foi só detalhar. Apagar uma coisa aqui ou melhorar uma coisa alí.

Exemplo de da camada sobrepor.

Em seguida, eu bloqueei as camadas com as pinturas das partes do corpo (partes do corpo.......meio mórbido isso, hein?). Esse bloqueio de camada, serve pra interferir somente no que já foi criado; como as pinturas chapadas das partes do....é, pois é!

Exemplo de bloqueio de camada.

Bom; com as camadas bloqueadas..eu só fiz gastar um tempão detalhando a pintura (aquela etapa do trabalho que é meio desgramenta...mas que no final vale a pena). No caso da pintura dos personagens, eu preferi fazer praticamente todas as interferências nas camadas principais; ou seja, não criei camadas extras de luz e sombra (que dependendo da situação, pode facilitar ou não, o trabalho).

Brush comum do Photoshop, com ajuste na pressão (no tamanho).

Agora...quanto ao cenário...duas coisas são interessantes de comentar: primeiro, eu não tava pensando em nada muito complexo..até começar a fazer. Aí vem a segunda coisa: como foi algo mais..instintivo.....ficou uma cagada de layer, que só vendo! Fui detalhando, detalhando...acumulando camadas....até que ficou uma bagunça considerável! :D

Aqui o começo da pintura do cenário.

No geral, usei muitas camadas no modo Multiplayer, pra fundir com o que já havia sido pintado em baixo; e algumas no modo Overlay. A pichação, por exemplo, ficou no jeito, no modo Overlay.

Diferença do primeiro esboço de cenário...

...pro resultado final.

Por falar em pichação. Eu achei bacana colocar uma composição que fosse totalmente o oposto da situação em cena (no primeiro plano); com mensagens de paz e amor; talvez até servindo como uma visualização do futuro dos dois personagens.

Por fim, a imagem finalizada! Espero de verdade, que cês tenham curtido o post; e que ajude, de alguma forma, aqueles que se interessam por pintura digital.

Tchanrããn!

É importante dizer que não existe uma fórmula certa pra esse tipo de coisa. Eu, por exemplo, procuro experimentar o máximo possível e de formas diferentes. Então...acho que o mais importante é sair riscando que nem uma peste doida!

AbraçãO, pessoal e até o próximo post!

14 comentários:

Felipe disse...

Sem dúvidas o negócio é sair como uma peste doida, coisa que eu sou epsecialista em fazer, hehehe.
Muito boa a postagem amigo isaac, sempre curto tuas postagens por aqui, Abraços!

Isaac Braz disse...

Hehe. PodS crê, Felipão; eu sei que essa é a tua praia! Tu tens um ritmo de produção que eu acho muito porrada.....só sendo meio maluco mesmo.. ;D

Obrigado por comentar, cara. Esse feedback é importante pra saber quando a gente tá indo no rumo certo....ou se tá fazendo alguma cagalhança (hehe).

AbraçãO, cara!

Glen Batoca disse...

Salve Isaac!
Excelente trabalho,realmente as suas ilustras possuem um belo estilo!!!
Abração e bons traços!

Filipe Zé disse...

Grande Isaac. Como sempre arrasando nos making ofs. São sempre uma boa ajuda pra quem se enrola em pinturas digitais (que é meu caso). Abração meu querido.

Cris Mitsue disse...

Cara, amei ^^

Isaac Braz disse...

Pow, Glen; muitíssimo obrigado pelo elogio, cara. Fico feliz que tu tenhas curtido (e pelas visitas também)! Valeu mesmo!

Por falar em trabalhos...os teus são um assombro, rapaz. Tu tens um domínio da técnica que eu acho sensacional!

Abração pra ti..e bons traços também!

Isaac Braz disse...

Grande Filipe! Fico super feliz que o making of tenha servido de ajuda! As intenções são realmente as melhores!

Abração, meu irmão. Agradeço o teu comentário!

Isaac Braz disse...

Hehe. Bacana, Cris! Muito bom saber que tu curtistes. Fico empolgadão (hehe)!

Um abração gigantesmo pra ti! ;D

Renato Alexandre de Medeiros Fritzem disse...

Ah faltava o meu comentário por aqui, muito f...o making of Isaac, obrigado por ter feito esse ótimo trabalho e parabéns pelas informações. Um grande abraço e tudo de bom!!! espero ver mais trabalhos seus e makings ofs rs

Isaac Braz disse...

Eee, Renato, beleza? Promessa cumprida, viu?

Making of é uma coisa bacana mesmo. Eu também sempre curti! O processo, por vezes, é tão ou mais interessante, que o resultado final.

Abração, cara. Valeu por comentar e brigaddão pelo elogio.

Clayton Ângelo disse...

Caro Isaac, obrigado pela visita e por acompanhar meu blog. Achei muito bacana o passo a passo que colocou. O resultado ficou surpreendentemente fantástico. Gostei muito do seu traço. Parabéns! Abraços

Isaac Braz disse...

Valeu, Clayton. Que bom que gostou do making of. A opinião dos colegas de blog é muito importante! ;)

..Quanto ao teu blog, eu passei um tempinho procurando, até achar (hehe). Muito bacana, as tuas tirinhas e charges.

Abração, cara. Brigadão pela visita!

Jonas Santos disse...

muito boa explicação e é interessante saber que você também usa de formas diferentes a cada ointura, também creio nisso, acho que cada trabalho te da um rumo diferente , é assim que sigo, abçs

Isaac Braz disse...

Pois é, Jonas; é isso mesmo! Eu curto demais o lance da experimentação, nos trabalhos. Aprendemos coisas novas e, de quebra, criamos identidades e possibilidades diferentes.

Também notei que é uma característica tua. Isso é bem bacana!

Abração, meu irmão. Valeu demais, por comentar! Muito bom saber que tu curtistes a postagem!

Creative Commons License Obras licenciadas sob uma Licença Creative Commons.
Tecnologia do Blogger.